Como estão as obras dos estádios para a Copa 2014?

Postado em 17 de outubro de 2011

A cada dia que passa o assunto Copa se torna mais polêmico, atrasado e deixado de lado por pessoas que realmente deveriam se importar com o evento.

Decidi passar para vocês a atual situação dos palcos que receberão os jogos em 2014. A atual situação, custo das obras e outras características. Farei quatro estádios por dia, para não ficar um post grande e uma leitura cansativa.

Hoje falarei do Maracanã, o estádio do Corinthians, Arena da Baixada e Mineirão.

Maracanã

O estádio do Maracanã passa por alguns problemas no que diz respeito a greve dos trabalhadores. Foram 2 greves em menos de 2 meses, esta última devido a falta de atendimento médico e alimentação. Pouco está construído com os equipamentos disponíveis atualmente e, segundo divulgaram os responsáveis, apenas 1/4 da obra esta pronta. Os entulhos que encontram-se pela obra deverão ser totalmente retirados em breve.

Quando inaugurado, terá capacidade para quase 80 mil pessoas e o custo da obra está orçado entre 770 e 800 milhões de reais. A data prevista para entrega, após diversos adiamentos, é de fevereiro/2013.

Estádio do Corinthians

Estádio mais caro dentre todos os projetos, o futuro estádio do Corinthians deverá ser palco da abertura da Copa. Porém, nota-se todo o interesse nos bastidores, ao ser um dos estádios que começou por último e com previsão de entrega mais tardia. Ainda assim, desde o seu começo, é uma das obras que mais avança no Brasil para o evento.

A Odebrecht, construtora que cuida do estádio, divulgou que 11% das obras já estão prontas. Hoje, ela conta com mais de 400 funcionários trabalhando mas pode ser paralisada a qualquer momento. Tudo por conta de uma ação que pode ser movida no Ministério Público a respeito do orçamento do projeto.

O estádio pode bater a marca de 1 bilhão de reais.

Mineirão

O Mineirão é outro estádio que atravessa problemas de paralisação dos seus funcionários. A primeira greve ocorreu em junho, e recentemente, os funcionários também pararam devido a insatisfação com o valor pago a eles. As obras voltaram ao ritmo normal e está muito bem encaminhada, com quase 40% das obras concluídas.

O custo do Mineirão deverá ficar de 640 a 660 milhões de reais e a cidade ainda espera ser sede da abertura da Copa.

Arena da Baixada

É a sede mais atrasada entre todas do país. Suas obras recomeçaram na última semana e o novo local do estacionamento é a primeira fase do projeto. A total demora se deu pelos problemas com o financiamento, que impediram o estádio de iniciar as obras desde 2010.

Apesar do atraso, a Arena da Baixada é o estadio brasileiro que mais se aproxima das exigências da FIFA e isso contou muito em favor da Arena.

O estádio terá capacidadse para 42 mil pessoas e terá custo de 180 milhões de reais.

Comentários: