Indústria

Nova divisão de broadcasting da Bundesliga impactará segunda divisão

Conselho da liga decidiu que os clubes da segundona também terão participação no novo contrato que entrará a partir de 2017

6 dez, 2016

Por € 4.64 bilhões e um incremento de 85% no valor, a Bundesliga (1ª e 2ª divisão) colocou fim ao monopólio de transmissão de suas partidas por parte da Sky Deutschland e, para o quadriênio de 2017/2021, Sky e Eurosport dividirão os direitos televisivos de ambas divisões. Amazon e Perform Group também foram beneficiadas neste novo acordo focando seus esforços em iniciativas digitais.

Para o período, uma mudança impactará positivamente os cofres das equipes da segunda divisão do país (2.Bundesliga). Por unanimidade, o conselho da liga decidiu que os clubes da segundona também terão participação no montante acordado no futuro contrato de broadcasting (€ 1.16 bilhão/ano).

Pelo novo acordo, 70% do total será dividido com base na classificação das 36 equipes nas últimas duas temporadas. Ou seja: o campeão receberá 1.69%, e o último, 0,75%. Já 23% serão repartidos conforme os resultados obtidos nas últimas cinco temporadas. Por fim, uma fatia de 5% será de acordo com o desempenho nos últimos 20 anos (passará por uma avaliação da DFL), enquanto 2% conforme a formação de jovens jogadores (sendo alemães até completarem 23 anos e estrangeiros até 18).

Apesar de um valor bem inferior ao recebido pela Premier League (£ 5.1 bilhões por três anos), o sistema alemão bate o inglês por prezar pela distribuição democrática, valorização ao jovem jogador formado no país e, principalmente, pelo desempenho obtido nos últimos anos.