Indústria

US$ 500 milhões: o investimento semanal do Catar para sediar a Copa do Mundo de 2022

Ministro das Finanças do país afirmou que os investimentos seguirão até 2021

13 fev, 2017

A Copa do Mundo de 2022 que será disputada no Catar dará um novo significado à frase “investimentos para sediar um megaevento“. De acordo com Ali Shareef Al-Emadi, Ministro das Finanças do país, estão sendo gastos US$ 500 milhões por semana para que o Catar esteja pronto para receber o torneio.

Como se não bastasse o valor do montante, Al-Emadi ainda afirmou que os investimentos serão ininterruptos até 2021 e serão destinados a infraestrutura, como a construção de novas estradas, ferrovias, aeroportos, portos, hospitais e, claro, estádios. Todos moderníssimos, diga-se.

Se o planejamento do Catar se confirmar até lá, o país terá gasto um total de US$ 200 bilhões até o pontapé inicial da Copa, ou 18 vezes mais do que o Brasil gastou (cerca de US$ 11 bilhões) para sediar a edição de 2014. Dos projetos apresentados, os contratos de 90% deles foram aprovados, o que certamente fará com que o Catar esteja completamente pronto muito antes da bola rolar.

qatar-copa