Patrocínio

Correios e Confederação Brasileira de Rugby fecham patrocínio por dois anos

Estatal irá promover a Sedex nas costas da camisa das equipes masculina e feminina da Seleção Brasileira

20 fev, 2017

Os Correios e a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) assinaram na semana passada um contrato de patrocínio válido para os próximos dois anos. Pelo acordo, a estatal figurará como uma das principais patrocinadoras do rugby brasileiro assumindo a chancela de “Operador Logístico do Rugby do Brasil”. No rugby, os Correios aumentam a participação no esporte brasileiro já que renovou recentemente seus contratos com os desportos aquáticos (R$ 5.7 milhões/ano), handebol e tênis (R$ 1.6 milhão).

A empresa deseja utilizar o crescimento do rugby no Brasil para dar visibilidade à marca Sedex, além de fomentar o esporte no país e auxiliar no desenvolvimento de ações sociais relacionadas à prática esportiva. A Sedex, por sua vez, irá figurar nas costas da camisa das equipes masculina e feminina da Seleção e nas placas de publicidade das partidas.

Ainda que este primeiro momento da parceria seja válido até 2018, uma renovação para os Jogos de Tóquio 2020 será facilitada caso as partes obtenham um retorno relevante no período.

Em apenas dois meses, a CBRu tem muito o que comemorar no âmbito comercial. Nestes 50 dias do ano, a Bradesco renovou seu contrato por mais quatro temporadas e Topper, Heineken, CCR, Total, Rumo e Dove Man Care mantiveram seus acordos. Com contrato em vigência, Alupar, Cultura Inglesa, Krom, Cremer, Travel Ace, Deloitte, JExperts e Workout seguem como apoiadoras. A única baixa ficou para a Brookfield Incorporações que deixou a modalidade no final do ano passado.

De acordo com um estudo da Kantar Media, a CBRu aumentou em 450% o valor do seu espaço ocupado na mídia, de R$ 24 milhões, no primeiro semestre de 2015, para R$ 130 milhões, no 1º semestre de 2016.