Atletas

Como Kevin Durant virou o principal culpado pela queda das ações da Under Armour

Declaração do ala do Golden State Warriors impactou diretamente na presença da marca na bolsa de valores

30 ago, 2017

As ações da Under Armour sofreram uma queda de 3% na última segunda-feira e o culpado tem nome: Kevin Durant. Embaixador da Nike e um dos mais bem pagos da marca dentro do basquete, o ala do Golden State Warriors afirmou em um podcast local que “ninguém quer jogar de Under Armour“. O camisa 35 foi além ao declarar que a nova geração da modalidade no país não deseja a marca pois já joga de Nike.

Importante lembrar que em 2014, quando ainda era atleta do Oklahoma City Thunder, Durant recebeu uma proposta de US$ 265 milhões por um contrato de dez anos. Na oportunidade, como tinha preferência na renovação, a Nike fez questão de seguir com o atleta e fechou por US$ 300 milhões até 2024.

durant_under

A declaração não foi suficiente para a Under Armour se posicionar e a mesma preferiu não tecer qualquer tipo de comentário. No Warriors, Durant tem a companhia de um dos principais embaixadores da marca nos Estados Unidos, Stephen Curry, e mesmo assim não fugiu da polêmica.

A linha de Curry, por sua vez, passa por uma fase difícil na empresa. Se por três anos sua assinatura levou a Under Armour ao posto de calçado mais vendido da NBA, o Curry 3, último a ser lançado, foi uma decepção em vendas.

O MKTEsportivodetalhou os planos da marca norte-americana para o futuro, dado o delicado momento que atravessa. Entre as principais mudanças, Patrik Frisk assumiu o posto de novo presidente no lugar de Kevin Plank, CEO e fundador da Under Armour que segue à frente do conselho.