Publicidade
Redes Sociais

Digital já domina ativações das duas gigantes do mercado esportivo

Nike deixa de lado loja física em Flushing Meadows, no US Open, para intensificar ativações no ambiente online

6 set, 2017 Escrito por MKT Esportivo
nike_digital

Por Eduardo Esteves

 

É um cenário irreversível: o digital já está dominando o planejamento estratégica das empresas. Se a Adidas já anunciou que deixará de investir em publicidade na Tv para focar exclusivamente no online, a Nike já dá os primeiros passos que poderá seguir o mesmo caminho. O US Open 2017 pode ter representado o começo.

Diferentemente de edições anteriores, a Nike optou por não ter uma loja na entrada do complexo de Flushing Meadows, algo que garantia um bom retorno para marca uma vez que ela não é patrocinadora oficial do torneio. E a explicação veio da organização, que afirmou ter sido mera decisão estratégica da marca uma vez que para se estabelecer no local basta alugá-lo.

Ainda que não tenha deixado de lado a mídia tradicional, hoje, a Nike concentra cada vez mais seus esforços (e investimentos) no ambiente digital e tem até mesmo fechado diversas lojas físicas mundo à fora. Prova deste novo posicionamento, foram as parcerias fechadas com Amazon e Instagram, que verá os produtos do swoosh serem vendidos em ambos canais.

Recentemente, como parte de uma ampla reestruturação, a empresa norte-americana anunciou a demissão de 1.400 funcionários para aumentar seu foco em vendas diretas. Além disso, a marca divulgou seus mercados prioritários de atuação para o futuro. São eles: Nova York, Londres, Barcelona, Xangai, Pequim, Los Angeles, Tóquio, Paris, Berlim, Cidade do México, Seul e Milão. O objetivo é construir uma estrutura corporativa para impactar estas 12 cidades.

Ciente do sucesso de sua loja na entrada de Flushing Meadows, a Nike acredita que pode ter igual presença a partir de relevantes ativações nas redes sociais, ampliando o alcance do seu conteúdo e a distribuição de produtos relacionados aos seus embaixadores no torneio, como Roger Federer, Rafael Nadal e Venus Williams.

Os novos tempos convergem cada vez mais para o ambiente digital.

Comentários