Patrocínio

Los Angeles Lakers anuncia patrocínio para sua camisa

Curiosamente, equipe era contra inserção de marcas nos uniformes da liga

21 set, 2017

Depois do Golden State Warriors (Rakuten), Milwaukee Bucks (Harley-Davidson), Detroit Pistons (FlagStar), Toronto Raptors (Sun Life), Minnesota Timberwolves (Fitbit), Orlando Magic (Walt Disney), Cleveland Cavaliers (Goodyer), Philadelphia 76ers (StubHub), Sacramento Kings (Blue Diamond), Utah Jazz (Qualtrics), Boston Celtics (General Electric) e o Brooklyn Nets (Infor), hoje chegou a vez do Los Angeles Lakers inaugurar o patrocínio em sua camisa.

O e-commerce Wish, sediado na Califórnia, fechou um contrato de três anos com a equipe angelina e deverá investir de US$ 12 a 14 milhões por temporada. Ainda que distante dos US$ 20 milhões que a Rakuten pagará aos Warriors, o acordo com o Lakers engloba menos propriedades comerciais. A empresa irá figurar também no uniforme do South Bay Lakers, da G-League (liga de desenvolvimento).

Para o período do patrocínio, as partes trabalharão em um programa de marketing integrado de grande escala, que incluirá ativações no digital buscando engajamento dos torcedores dentro do Staples Center, além de esforços para impactar os fãs globais. Lakers e Wish colaborarão também em várias iniciativas comunitárias dentro de Los Angeles e nos municípios vizinhos.

Tida como a sexta maior empresa de comércio eletrônico do mundo, a Wish chega ao Lakers a partir de uma negociação com a agência IMG, responsável pela intermediação do patrocínio.

Tão logo a NBA anunciou a possibilidade de suas equipes fecharam patrocínio para o uniforme, o Los Angeles Lakers foi talvez a principal franquia a reclamar da iniciativa. Mesmo em baixa nas últimas temporadas, a equipe se manteve muito bem no campo das finanças e não gostaria de quebrar a tradição de camisas limpas.

patrocinio_lakers