Indústria

Após alemãs, Nissan é mais uma gigante do mercado a entrar na Fórmula E

Montadora é a primeira japonesa a entrar na categoria ‘elétrica’. Renault deverá ser parceira nesta nova fase

25 out, 2017

Após AudiBMW, Mercedes-Benz e Porsche, a Fórmula E ganhou mais uma participantes de peso em um curto espaço de tempo. No Salão de Tóquio, a Nissan confirmou sua entrada na competição ‘elétrica’ tornando-se a primeira japonesa a desembarcar na categoria. O seu início está marcado para a quinta temporada, em 2018, e ela estará ao lado também de Jaguar, Citroën e Mahindra.

Para tal, a montadora terá como parceira nesta jornada a Renault, que já tem uma presença bem sucedida na Fórmula E a partir da conquista do troféu de construtores na temporada 2016/17. Importante destacar que a aliança Renault-Nissan lidera a implantação de carros elétricos no mercado, graças aos modelos Leaf, lançado em 2010, e ao (Renault) Zoe, lançado dois anos depois.

Patrocinadora da UEFA Champions League e muito participativa no âmbito esportivo, a Nissan quer usar sua entrada no automobilismo para promover o Nissan Intelligent Mobility, um programa que visa redefinir a condução dos carros e o real papel dos mesmos na sociedade. A japonesa, por sua vez, é a pioneira no segmento elétrico ao lançar o primeiro modelo da categoria, o já citado Leaf, há sete anos.

A Fórmula E é uma categoria de automobilismo organizada pela FIA com carros movidos exclusivamente a energia elétrica. A categoria tem sido plataforma fundamental de expansão e reconhecimento para que montadoras promovam suas linhas de elétricos.