Indústria

COI volta a debater presença dos eSports nas Olimpíadas e elogia crescimento

Modalidade já está dentro na programação dos Jogos Asiáticos de 2022, em Hangzhou

30 out, 2017

Em agosto o MKTEsportivo repercutiu que Paris estuda a inclusão dos eSports dentro dos Jogos Olímpicos que irá sediar em 2022. Na oportunidade, Tony Estanguet, copresidente da candidatura da cidade, declarou que a entrada da modalidade poderia gerar um aumento significativo na audiência e maior interesse de um público jovem.

No último sábado o debate voltou a tona. Em um evento no último sábado, o COI concordou que o eSports “está mostrando um forte crescimento em diferentes países“. A entidade ainda completou afirmando que a modalidade pode sim ser considerada uma atividade esportiva – um embate que tem dividido opiniões, e que os jogadores podem ser comparados aos atletas dos esportes tradicionais, já que “se preparam e treinam com muita intensidade“.

Por outro lado, para o COI, a entrada nos Jogos deverá seguir uma série de requisitos e não podem infringir os valores olímpicos. Por se tratar de jogos online, o eSpors terá, por exemplo, que seguir regras e regulamentos em áreas como doping, apostas e manipulação de resultados.

Enquanto isso, a indústria cresce rapidamente. Em 2016, foram mais de € 500 milhões em receita e uma audiência global de 320 milhões de pessoas. A modalidade já está dentro na programação dos Jogos Asiáticos de 2022, que será disputado Hangzhou, China. Antes, porém, irá figurar na edição de 2018 em Jakarta, Indonésia, em caráter demonstrativo.