Atletas

Stephen Curry, James Harden e a polêmica das meias da Nike na NBA

Embaixadores de outras marcas não querem a exposição do swoosh perto dos seus calçados

9 nov, 2017

A Nike assumiu o fornecimento de material esportivo da NBA em um acordo fechado por oito anos e um total de US$ 1 bilhão. De modo pioneiro, o swoosh estampa sua marca em todos os uniformes da liga, algo que nenhuma outra marca havia conseguido antes.

Pouco mais de dois meses que o acordo iniciou, juntamente quando a bola subiu para a atual temporada, a Nike já enfrenta alguns problemas. Os rasgos nas camisas de alguns jogadores fez a empresa se posicionar alegando que iria trabalhar nos casos para que eles não voltassem a ocorrer. Agora, uma nova polêmica parece que irá tirar o sono dos profissionais da marca dada a repercussão que tem tomado.

Quando assumiu o fornecimento da liga, a Nike entrou também na categoria “meia oficial da NBA” ao assumir o lugar da Stance. O que ela talvez não esperava é que dois atletas estão tampando o seu logotipo no local, algo impraticável se tratando das camisas. Stephen Curry e James Harden, duas das maiores estrelas da atualidade, aparentemente não querem o logotipo da empresa perto dos seus calçados. Como se sabe, eles são os principais rostos no basquete de Under Armour e Adidas, respectivamente.

O armador do Golden State Warriors tem dobrado sua meia para baixo (imagem 1), escondendo o swoosh. Fato que não ocorre com o seu companheiro de equipe, Kevin Durant (imagem 2), embaixador da Nike. Harden tem adotado a mesma postura que Curry, chegando até mesmo a aparecer com elas cortadas (imagem 3).

curry

durant_nike

Por enquanto, não se sabe nada a respeito de um pedido das concorrentes para que seus patrocinados tentem dar maior destaque aos seus calçados sem que o logotipo da Nike apareça. Naturalmente, tal informação jamais sairá dos bastidores das mesmas.

Apesar da ausência de exposição e da prática dos atletas, não há nada no manual de operações da NBA que proíba um jogador de dobrar suas meias. Pela repercussão que o tema tem tomado, talvez outros possam seguir o mesmo caminho de Curry e Harden, ainda que a Nike e a Air Jordan dominem o mercado ‘basqueteiro’ nos Estados Unidos.

harden