Publicidade
Patrocínio

O cenário do patrocínio esportivo em 2017 e projeções para 2018

Em seu tradicional levantamento anual, IEG projeta mercado valorizado em ano de Copa do Mundo

11 jan, 2018 Escrito por MKT Esportivo
Array
(
    [id] => http://www.mktesportivo.com/2018/01/o-cenario-do-patrocinio-esportivo-em-2017-e-projecoes-para-2018/
)

Compartilhe

  • Linkedin
    Linkedin
  • whatsapp
    Whatsapp
10Total

A IEG apresentou o seu tradicional levantamento anual ESP Sponsorship Report (o antigo IEG Sponsorship Report) a respeito do cenário de patrocínios esportivos no mundo. De acordo com a empresa, os gastos das marcas com esporte devem aumentar em 4.9% em relação a 2017 e alcançar um total de US$ 65.8 bilhões este ano.

Por outro lado, ainda no âmbito da comunicação, acredita-se que o orçamento para publicidade aumentará 4.3% e o investimento em ações de marketing e promoção em 4.1%. Nos últimos anos, a tendência tem sido um maior esforço em iniciativas envolvendo o patrocínio, enquanto a promoção tem ficado em segundo plano.

patrocinio-ieg

Detalhando as regiões, do total esperado, US$ 24.2 bilhões devem ser investidos na América do Norte (valorização de 4.5% em relação a 2017), US$ 17.6 bilhões na Europa e aproximadamente US$ 16.6 bilhões na Ásia, que registrará a maior valorização dentre todos os continentes. Já na América Latina serão US$ 4.6 bilhões, enquanto no resto do mundo cerca de US$ 2.8 bilhões. Entre os segmentos que mais investirão, destacam-se: seguradoras, montadoras, cervejarias e instituições financeiras.

iega-patrocinio

Um parâmetro muito interessante sobre estes setores é notar as marcas que investem no Super Bowl, muitas delas com os maiores orçamentos em marketing do mundo. Os novos acordos de patrocínio no futebol, como o do FC Barcelona, e a entrada de empresas nos uniformes da NBA, foram algumas das novidades que elevaram o mercado em 2017 e mostram otimismo para os próximos doze meses. Sem esquecer, claro, que será um ano de Copa do Mundo e os investimentos serão naturalmente maiores durante o período.

Por fim, segundo o estudo, “apesar de preocupações persistentes com questões nacionais e geopolíticas, melhores perspectivas de vendas e indicadores econômicos globais indicam maior confiança corporativa em 2018”.

ieg

 

Comentários