Indústria

IMG e Perform criam FC Diez Media para prestar consultoria para Conmebol

Em um primeiro momento, joint venture atuará na licitação dos direitos audiovisuais da Libertadores

27 fev, 2018

Responsável por intermediar acordos de patrocínio para a Libertadores, a IMG se uniu à Perform e, juntas, irão prestar consultoria à Conmebol sobre os direitos comerciais da entidade de 2019 a 2022. Fruto desta união, nasceu a FC Diez Media.

Como pontapé inicial, a joint venture atuará na licitação dos direitos audiovisuais da competição no mercado interno que compreende os dez países pertencentes à Conmebol. A FC Diez Media irá licitar de forma separada os direitos de produção do torneio para depois comercializá-los no âmbito global. Além disso, ela fornecerá à entidade consultoria, traçará um plano digital e aconselhamento sobre patrocínios e licenciamentos até 2022. O edital será divulgado no próximo dia 14 de março.

“Estamos muito felizes por termos criado um grupo de patrocínio e estratégia de mídia global, a FC Diez Media. É gratificante ver que todo o trabalho árduo da IMG e da Perform está dando frutos. Estamos empolgados para começar a trabalhar com a Conmebol em uma gama de torneios, começando com a Conmebol Libertadores, e estamos ansiosos para ajudar o esporte em seu crescimento contínuo nesse cada vez mais concorrido mercado sul-americano”, afirmou Bruno Rocha, diretor de conteúdo da Perform e diretor-executivo em exercício da FC Diez Media.

“Não vemos a hora de inovar e fazer com que evoluam as oportunidades comerciais em toda a gama de competições interclubes da Conmebol. Elas variam de formato de competição e apresentação de jogos a segmentação de direitos e comunicação digital. É um projeto incrivelmente animador para a equipe FC Diez Media”, destacou o vice-presidente sênior da IMG Media para a América Latina, Felix Alvarez-Garmon.

Apesar deste foco inicial na Libertadores, o mesmo será feito com a Copa Sul-Americana e Recopa. O já citado contrato entre IMG, Perform e Conmebol garante a confederação um valor mínimo de US$ 1.4 bilhão pelos quatro anos de acordo.