Indústria

Mercado de eSports deve gerar quase US$ 1 bilhão de receitas em 2018

Levantamento da Newzoo aponta a frente de patrocínio como principal fonte de renda do setor

22 fev, 2018

O eSports ainda tem um longo caminho a percorrer na indústria do esporte, mas o seu crescimento acelerado tem criado muita expectativa e feito grandes players do mercado (clubes, ligas e atletas) embarcar na modalidade. Hoje, o seu crescimento supera os 30% ao ano.

De acordo com a consultoria Newzoo, os esportes eletrônicos devem gerar US$ 906 milhões em 2018, valorização de 38.2% em relação ao ano passado. Ainda segundo o levantamento, o patrocínio seguirá como principal fonte de renda, com uma expectativa de faturamento de US$ 360 milhões, aumento de 53.2%. O peso dos acordos comerciais será de cerca de 40% do total gerado, graças a entrada constante de empresas, clubes e esportistas no setor.

Já a publicidade atingirá US$ 173.8 milhões, 23.8% a mais do que em 2017, enquanto os direitos de Tv começarão a ganhar força, muito em função da alta audiência que os torneios atraem e também pela entrada de ligas como NASCARNFL, NBA e MLS. O broadcasting irá valorizar 72.1%, saltando para US$ 160.7 milhões. O merchandising e venda de ingressos representará US$ 95.5 milhões (+16.2%), sendo a frente com menor força e potencial futuro dentro do atual cenário. Pagamentos de exploração de licenças de games para editores crescerá apenas 11% (US$ 116.3 milhões)

O eSports encerrou 2017 com receitas de US$ 655 milhões distribuídas nas mesmas frentes citadas anteriormente, como mídia, publicidade, patrocínios, ingressos, licenças, entre outros. A soma dos três primeiros representou 71.5% do total. Para até 2021, o objetivo é chegar a incríveis US$ 1.6 bilhão.

De acordo com outro estudo, no caso, da PwC, o mercado de games será o que mais crescerá em termos percentuais na área de entretenimento nos próximos cinco anos no Brasil.