Publicidade
Indústria

Super Bowl LII bate US$ 400 milhões de faturamento com espaços publicitários

Edição deste ano perdeu apenas para a partida de 2017, que obteve US$ 534 milhões pela presença da prorrogação

9 fev, 2018 Escrito por MKT Esportivo

O MKTEsportivo foi o único veículo especializado do Brasil a dar amplo destaque ao Super Bowl LII. Se já abordamos sua audiência, chegou o momento de mensurar quão rentável foi a venda dos espaços publicitários que figuraram durante a partida.

A edição 2018 bateu a marca de US$ 414 milhões de faturamento comercial, perdendo apenas para o Super Bowl de 2017, que obteve US$ 419 milhões. Neste caso, vale lembrar que New England Patriots e Atlanta Falcons foi para a prorrogação, o que acabou por aumentar o número de inserções. Neste ano, com o Philadelphia Eagles campeão, o tempo do intervalo dedicado aos comerciais alcançou um total de 49 minutos e 35 segundos, ou 22% de toda a transmissão. O número coloca o período como o terceiro mais longo da história, de acordo com a Kantar Media. Segundo a empresa, foram apenas quatro novos patrocinadores no Super Bowl deste ano, e 40% das empresas que compraram anúncios no ano passado não retornaram.

Anunciantes de longa data, Anheuser-Busch InBev e Fiat Chrysler foram as empresas que mais investiram nesta edição e obtiveram o maior espaço, cerca de 4 minutos cada. Toyota, com três, e Amazon, com dois minutos e meio, aparecem em seguida.

Recentemente, a NBC divulgou os números finais de audiência do Super Bowl LII. No total, a partida teve média de 103.4 milhões de pessoas assistindo, com pico de 106 milhões. Adicionando mais 2.6 milhões de usuários que acompanharam via streaming, pela NBCSports.com, aplicativo NBC Sports, NBC.com TV Everywhere, Universo, En Vivo, NFL.com, NFL Mobile On Verizon, Yahoo Sports e go90, o alcance sobe para 106 milhões. Os números foram computados pela Nielsen e Adobe Analytics (digital).