Patrocínio

Aplicativo de paquera é o novo patrocinador de camisa do Los Angeles Clippers

Bumble, que tem como diferencial colocar a mulher no comando da conversa, investirá US$ 20 milhões na equipe

7 mar, 2018

O Los Angeles Clippers se tornou a 20ª franquia da NBA a fechar um acordo de patrocínio para sua camisa. Mesmo com a temporada em andamento, a equipe comandada por Doc Rivers ainda fazia parte de um pequeno grupo que seguia com o espaço disponível.

A Bumble, aplicativo de namoro baseado em localização, fechou com a equipe um acordo de três temporadas e já estreou ontem no duelo diante do New Orleans Pelicans. Além da exposição, os Clippers e a empresa prometem desenvolver iniciativas comunitárias, principalmente na promoção da igualdade de gênero. De acordo com a Bumble, o acordo foi motivado pela presença de Gillian Zucker, a única mulher a assumir um cargo de presidente de operações comerciais dentro da NBA. Steve Ballmer a nomeou em 2014.

“Através da liderança de Steve Ballmer, os Clippers têm um compromisso claro com a diversidade e a igualdade de oportunidades”, comentou Zucker. “Estamos orgulhosos de ter a Bumble e fazer a nossa parte para promover a diversidade e a igualdade de gênero no local de trabalho, algo essencial para a excelência organizacional”, finalizou.

“Nunca antes uma grande equipe de esportes profissional se associou dessa maneira com uma marca feminina como o Bumble. É uma honra associar-se a uma organização tão progressiva e compassiva quanto o Clippers. Como nós, eles sabem gerar consciência da diversidade, e a igualdade de gênero é fundamental para o sucesso comercial”, afirmou Whitney Wolfe Herd, fundadora e CEO do Bumble.

Conhecido como “Tinder Feminista“, o Bumble é uma plataforma na qual as mulheres têm total controle sobre matchs e início de conversas. Como diferencial, o aplicativo destaca que trabalha diariamente para oferecer uma experiência positiva para suas usuárias, uma vez que traz verificação de fotos, que auxilia a coibir a criação de perfis fakes, e um sistema de denúncias de assédio.

De acordo com a Bloomberg, a franquia californiana receberá US$ 20 milhões por todo o contrato, cerca de 60% do valor pago pelo Wish ao Los Angeles Lakers. Neste quesito, o destaque é o Golden State Warriors, que receberá da Rakuten US$ 60 milhões em três anos.