Publicidade
Redes Sociais

Especial | YouTube, redes sociais e China: MLB embarca no streaming para atrair jovens

Com sua audiência envelhecendo, liga parte para o digital buscando atrair uma faixa mais nova de fãs

4 abr, 2018 Escrito por MKT Esportivo
Array
(
    [id] => http://www.mktesportivo.com/2018/04/especial-youtube-facebook-e-china-mlb-embarca-no-streaming-para-atrair-jovens/
)

Compartilhe

  • Linkedin
    Linkedin
  • whatsapp
    Whatsapp
10Total

A Major League Baseball atravessa atualmente um dos principais momentos de sua história. Para acompanhar o crescimento de outras gigantes do esporte dos Estados Unidos, como NFL, NHL e NBA, a liga tem intensificado esforços para se aproximar dos fãs mais jovens. No centro dessa estratégia? O streaming!

Prestes a iniciar sua nova temporada, a organização tem anunciado diversas novidades envolvendo o ambiente digital. E há três responsáveis principais por esse novo momento: o Twitter, o Google, através da YouTube TV, e o Facebook. Em todos os casos, o foco está nas transmissões online.

O microblog renovou seu contrato de transmissão para 2018 e irá oferecer um jogo por semana ao vivo em seu feed começando por Texas Rangers e Oakland Athletics.. Pelo lado da YouTube TV, ela fará a transmissão da World Series, a final em melhor de sete jogos, em 2018 e 2019, e ainda adicionou à sua grade a MLB Network, canal da própria liga, e o serviço de transmissão MLB.tv, que contempla os canais de mídias sociais da organização. Além disso, a MLB continuará a promover o YouTube TV durante a World Series, com a marca do serviço sendo destaque nos estádios e nas plataformas digitais.

Rivalizando fortemente com o serviço do Google no esporte, a rede de Mark Zuckerberg oferecerá 25 jogos ao vivo de modo exclusivo. O acordo estará limitado a apenas uma partida por semana, com a rodada de quarta-feira tendo maior presença na programação.

Por fim, e certamente o seu mais forte pilar para sua internacionalização, a MLB anunciou um acordo com a chinesa Tencent para oferecer ao vivo a liga na China. Como parceiro oficial de transmissão digital no país, o provedor chinês de serviços de internet terá os direitos exclusivos de 125 jogos, incluindo eventos premium da liga. Todo o conteúdo será disponibilizará nas plataformas da empresa, que inclui mobile e serviço OTT.

A programação da Tencent será lançada juntamente com a Super Baseball Week, um período de cinco dias consecutivos com duelos envolvendo as equipes mais populares, como Houston Astros, New York Yankees e LA Dodgers. Como parte da aliança, a Tencent trabalhará em estreita colaboração com a organização para popularizar a modalidade na China.

Rob Manfred, presidente da MLB, já deixou claro que investe milhões em streaming porque busca rejuvenescer seu público. Isso inclui até mesmo a distribuição gratuita de partidas por meio da MLB.tv, o aplicativo oficial da liga.

Se no âmbito financeiro o esporte segue em alta nos Estados Unidos, com acordos de patrocínio que fazem com que a liga permaneça rentável, inegavelmente sua audiência tem envelhecido e, para muitos, com sua sustentabilidade no médio prazo colocada em dúvida. Com YouTube, Facebook e Tencent, a MLB agora parte para abocanhar uma nova fatia de público, não somente mais nova, mas que vive 100% inserida no digital.

O streaming é nicho? Com certeza! Mas tem papel fundamental em atrair jovens que mudaram radicalmente a forma de consumo no mundo atual, seja em esporte, conteúdo ou produtos.

Comentários