Publicidade
ESPORTS

Adidas se posiciona sobre polêmica envolvendo Kanye West

Marca, que afirma não concordar com declaração do cantor sobre a escravidão, aproveitou para exaltar sua contribuição

4 maio, 2018 Escrito por MKT Esportivo
Array
(
    [share] => Array
        (
            [comment_count] => 0
            [share_count] => 16
        )

    [og_object] => Array
        (
            [id] => 1593796800733377
            [type] => website
            [updated_time] => 2018-05-04T17:24:59+0000
        )

    [id] => http://www.mktesportivo.com/2018/05/adidas-se-posiciona-sobre-polemica-envolvendo-kanye-west/
)

Compartilhe

  • Linkedin
    Linkedin
  • whatsapp
    Whatsapp
28Total

“Quando você ouve sobre a escravidão por 400 anos… Por 400 anos? Isso soa como uma escolha. É como se estivéssemos mentalmente aprisionados. Eu gosto da palavra “prisão” porque a escravidão é muito diretamente relacionada à ideia de negros. Escravidão é para negros, e Holocausto, para os judeus. A prisão é algo que nos une como uma raça, negros e brancos… a raça humana”. Foi assim que Kanye West classificou a escravidão nos Estados Unidos em entrevista ao site “TMZ“. Naturalmente, a repercussão foi imediata. E muito negativa.

Diante dos fatos, a Adidas, uma de suas principais parceiras comerciais, aproveitou a divulgação do seu balanço financeiro referente ao primeiro trimestre do ano para se posicionar. Kasper Rorsted, CEO da empresa, ao ser pressionado pela Bloomberg, afirmou que “há claramente alguns comentários que não apoiamos” mas que o rapper é um “criador fantástico e grande contribuinte para promover a linha casual da Adidas nos Estados Unidos”.

Parceiros desde 2013, Kanye West foi um importante pilar para a retomada da Adidas em uma época em que estava perdendo muito espaço para a Nike. A partir de 2016, o cantor ganhou uma linha de roupas e calçados intitulada Yeezy, que rapidamente ganhou a preferência de muitos jovens no mercado norte-americano.

A repercussão fez com que o próprio West se pronunciasse. Pelo Twitter,  ele justificou-se declarando que “claro que sabia que os escravos não foram algemados e deportados por opção”. Kanye disse ainda que a escravatura persistiu por tanto tempo porque as pessoas, ainda que “numerosas do nosso lado, estavam mentalmente escravizadas”.

Na semana passada, outras postagens polêmicas foram feitas pelo rapper em seu perfil, chegando até mesmo a criticar o swoosh. Declarou que, hoje, é o mais bem pago do mundo em calçados e que já ganhou mais dinheiro do que Michael Jordan na indústria.

Comentários