Indústria

Elite espanhola anuncia venda dos direitos de transmissão por € 3.4 bilhões

Telefónica superou a Mediapro e adquiriu a maior parte dos direitos de transmissão da La Liga

27 jun, 2018

A Telefónica superou sua principal concorrente, a Mediapro, e adquiriu a maior parte dos direitos de transmissão da La Liga, a principal divisão do futebol espanhol. No total, o leilão arrecadou € 3.4 bilhões, aumento de € 450 milhões em relação ao contrato ainda em vigência.

O acordo, que cobre o período entre 2019/20 e 2023/24, aumenta o domínio da Telefónica sobre os jogos da elite espanhola. A companhia terá dois pacotes principais que contemplam nove partidas por semana e desembolsará € 2.9 bilhões (€ 980 milhões anuais).

Já a Mediapro terá direito a um duelo por semana, além de destaques e transmissões em espaços públicos, como bares e restaurantes. A Copa do Rey não foi incluída na negociação.

Apesar de perder espaço na La Liga, a Mediapro, com sede em Barcelona, ​​sempre teve para si os direitos de transmissão dos principais jogos de futebol da Espanha e, há um ano, fechou com a UEFA Champions League. Em maio, destacamos a vitória do grupo espanhol para transmitir partidas da Ligue 1, tornando-a a principal distribuidora de duas das cinco principais ligas da Europa.

Já o alto investimento feito pela Telefónica pegou todos os especialistas de surpresa. Recentemente, a empresa havia dado a entender que faria uma oferta cautelosa já que sua prioridade era reduzir sua dívida. Com a LaLiga, a gigante espanhola agora terá mais controle sobre a forma em que transmitirá os jogos e poderá aumentar sua receita publicitária através de seus canais de TV.

Entre as principais ligas da Europa, quando o assunto é broadcasting o destaque é a Premier League. Recentemente, a liga anunciou a venda dos seus direitos domésticos com uma novidade: a aquisição do streaming por parte da Amazon. Por lá, a Sky Sports manteve seu domínio e adquiriu quatro dos sete pacotes (128 jogos). Pelo acordo, a emissora irá investir £ 3.58 bilhões durante o período e terá as partidas de sexta-feira à noite, sábado à noite, domingo e segunda-feira. Já a BT Sport pagará £ 885 milhões por outros três que contemplam partidas do sábado na faixa do almoço (32 jogos), além de £ 90 milhões para 20 duelos para a internet. O negócio firmado com a Amazon contempla 20 partidas via streaming, além de programas semanais.