Publicidade
Atletas

Goleiro convocado assina produção da Coca-Cola para a Islândia

Hannes Thór Halldórsson, que defenderá a seleção no Mundial, foi o responsável pela produção da campanha

13 jun, 2018 Escrito por MKT Esportivo
Array
(
    [error] => Array
        (
            [message] => (#4) Application request limit reached
            [type] => OAuthException
            [is_transient] => 1
            [code] => 4
            [fbtrace_id] => DCp+wLgEyLr
        )

)

Compartilhe

  • Linkedin
    Linkedin
  • whatsapp
    Whatsapp
17Total

Você soube por aqui que para a Copa do Mundo 2018 a Coca-Cola ativou o conceito “Quem dá o gás para quem dá o gás” e mostra como as palavras de incentivo são importantes antes das seleções entrarem em campo e das pessoas encararem desafios.

Com um discurso global, a empresa apresentou em seu vídeo diversos países e discursos em diferentes línguas. Por estratégia, cada mercado ganhou cenas locais adaptadas em suas versões. Para nós, a Islândia tem se destacado pela qualidade visual dos seus esforços de marketing e, através da gigante de refrigerantes, ganhou uma versão espetacular.

Intitulada “Saman” (que significa “juntos”), a Coca-Cola aproveitou o “hino de guerra” conhecido da torcida local, que foi apelidado pelo grande público de “haka viking” por trazer cânticos e palmas sincronizadas. O ritmo embalou os islandeses durante a EURO 2016 e ficou conhecido como uma demonstração de força da seleção da Islândia.

Voltando ao comercial, a marca faz um belo percurso pelo território islandês, destacando as paisagens, jogadores, torcedores, população e a cultura local em sinergia com o atual momento da equipe, que jogará o primeiro Mundial de sua história. Outro destaque fica por conta da direção do conteúdo, assinada por Hannes Thór Halldórsson, que ao lado de Frederik Schram e Rúnar Alex Rúnarsson, forma o trio de goleiros convocado pelo técnico Heimir Hallgrímsson para a Copa na Rússia.

Comentários