Uncategorized

Com Cristiano Ronaldo, Samsung e Trenitalia disputam title sponsor da liga italiana

Empresas disputam o patrocínio ao torneio motivadas, principalmente, pela chegada do astro português

16 jul, 2018

A elite do futebol italiano não contará com o title sponsor da TIM a partir da próxima temporada. Como antecipamos, após uma parceria de 20 anos, a operadora fez uma oferta muito abaixo do que a Lega Serie A pretendia. Desta maneira, o espaço ficou vago desde então.

Agora, de acordo com a imprensa italiana, Samsung e a operadora italiana de trens Trenitalia disputam o patrocínio ao torneio motivadas, principalmente, pela chegada de Cristiano Ronaldo. Antes do anúncio da contratação do astro português, e marcada historicamente por casos de manipulação de resultados, propina e corrupção, a liga não havia recebido propostas.




Com o atacante, e o consequente aumento do interesse, existe a possibilidade de serem feitos dois contratos distintos. Como a TIM detinha os direitos de nomeação da Serie A e da Coppa Italia, os dirigentes estudam fechar acordos para cada competição, contemplando assim duas empresas diferentes.

Por enquanto, a negociação ocorre nos bastidores. Além do direito de nomear o torneio, a empresa desfrutará de visibilidade em uma das mangas das camisetas dos clubes, exposição em placas de publicidade nos estádios e plataformas digitais da liga.

Cristiano Ronaldo na Juventus já movimenta não somente as redes sociais da equipe, como também o broadcasting da Serie A. Na semana passada, a Sport TV, de Portugal, e a Eleven Sports, grupo multinacional de canais de televisão esportivos, fecharam acordos para Portugal (Sport TV) e Reino Unido e Irlanda (Eleven Sports).

Já a Fiat também já fez algumas projeções para o ano em função da contratação do atacante. A Jeep, hoje um dos focos de atuação da Fiat Chrysler no setor automotivo, prevê que suas vendas globais alcancem 1.9 milhão este ano. Até 2022, ano que o contrato de Cristiano Ronaldo irá expirar, a montadora espera aumentar este número para 3.3 milhões. Acredita-se que os fãs de futebol hispânicos possam impulsionar tal crescimento.