Publicidade
ESPORTS

Com estádio perto dos 100 anos, alambrado da Curuzu vira produto no Paysandu

‘Relicário do Alambrado’ faz parte de uma série de ações promovidas pela Comissão de Centenário do Vovô da Cidade

24 ago, 2018 Escrito por MKT Esportivo

A partir de hoje, o torcedor do Paysandu agora poderá levar o centenário estádio do clube para casa. Ou melhor, parte dele. O alambrado que cercou o campo de jogo por aproximadamente oitenta anos agora virou um objeto histórico e uma aposta de licenciamento pontual para o Papão.

Desde ontem (23), a Nação Bicolor encontra nas Lojas Lobo um recorte da grade original em formato de souvenir. Denominado de Relicário do Alambrado, o produto faz parte de uma série de ações promovidas pela Comissão de Centenário do Vovô da Cidade.

“O alambrado foi preservado durante todo esse tempo. Por ter sido um pedaço original, o alambrado é uma fonte de energia viva do Paysandu que esteve presente em muitos jogos e teve muito contato com torcedores”, disse o vice-presidente de Gestão do clube, Ricardo Gluck Paul. “Eu estava andando lá pela Curuzu na área onde hoje é o hotel, e aí eu vi um monte de ferro havia sido retirado do entorno do campo. Eu me perguntei o tempo inteiro o que fazer com aquilo ali. Pensamos até em jogar fora, mas decidi guardar uma parte. Não tinha a menor ideia do que fazer, mas sabia que um dia serviria para fazer algo”, completou.

Segundo o Paysandu, o alambrado foi instalado entre o final da década de 1930 e o início dos anos 40, e viu de perto alguns dos momentos mais importantes da história do clube, como nas vitórias sobre as Seleções do Peñarol, em 65, e Romênia, em 68, além das conquistas dos títulos de bicampeão brasileiro da Série B, em 2001, e da Copa Norte, no ano seguinte.

Limitado a 500 peças, o Relicário do Alambrado será vendido por R$ 199,90, com desconto de 10% para membros do Sócio Bicolor.