Publicidade
Atletas

Campeã do US Open, Naomi Osaka fecha histórico acordo com a Adidas

Trata-se do terceiro maior contrato do tênis feminino

14 set, 2018 Escrito por MKT Esportivo

Em poucos dias, o inédito título do US Open já começou a render frutos à japonesa Naomi Osaka fora de quadra. Um dia após ser anunciada como embaixadora da Nissan, a japonesa renovou seu acordo de material esportivo com a Adidas por US$ 10 milhões por temporada. De acordo com a imprensa especializada, este seria o terceiro maior contrato do tênis feminino e um recorde em relação ao que a marca já pagou por uma tenista.

Para se ter uma dimensão do acordo firmado, entre 2008 e 2018, Roger Federer ganhou US$ 12 milhões por ano da Nike. Agora, o suíço se mudou para a Uniqlo para receber US$ 30 milhões anuais.

“Nós administramos o Kei Nishikori, então sabemos o quão forte é o mercado para os endossos. O projeto estava lá”, disse o empresário de Osaka, Stuart Duguid. “Há muitas empresas para as quais Kei é o homem e elas estão procurando por uma mulher, por isso não poderia ser um melhor timing. Seu negócio de roupas está em alta no final do ano, então estamos em discussões com praticamente todo mundo sobre isso”, completou.

Adicionando o novo acordo, o que já ganha dos seus patrocinadores atuais e o seu prêmio de US$ 3.8 milhões do US Open, o faturamento de Osaka a colocaria em segundo lugar na lista atual da Forbes entre as atletas femininas mais bem pagas do mundo. Serena Williams lidera a lista de 2018 com ganhos de US$ 18.1 milhões de junho de 2017 a junho de 2018.

Agora, resta saber se Osaka se tornará uma realidade no tênis e repetirá o sucesso de Kei Nishikori, tenista japonês que embolsa cerca de US$ 30 milhões em patrocínio por ano.