Publicidade
Atletas

‘Just do It’, Colin Kaepernick e o impacto da campanha nas vendas da Nike

Em um primeiro momento, as ações da marca caíram e os usuários pediram boicote aos seus produtos

10 set, 2018 Escrito por MKT Esportivo

A decisão da Nike de colocar Colin Kaepernick como protagonista da campanha pelos 30 anos do slogan “Just Do It” movimentou absolutamente todos os setores da indústria do esporte. Se em um primeiro momento as ações da marca caíram e os usuários pediram boicote ao swoosh, o que se viu, na verdade, foi um movimento contrário no varejo.

No âmbito online, de acordo com a Edison Trends, empresa de pesquisa com foco em comércio digital, as vendas da Nike cresceram 31% entre 2 e 5 de setembro, um aumento de 17% em relação ao registrado nesta mesma semana em 2017. O período em questão é marcado pelo Labor Day, o ‘Dia do trabalho’ nos Estados Unidos.




Já o engajamento social em torno de Nike e de Kaepernick subiu acentuadamente durante a última semana. De acordo com a 4C Insights, as menções e comentários sobre a gigante norte-americana nas plataformas atingiram 1.678% entre domingo e segunda-feira.

“Você pode ter certeza de que a Nike fez sua pesquisa e sabe com o que moverá seu produto e com quem essa campanha vai ressoar”, disse Aaron Goldman, diretor de marketing da 4C. “Eles são os que a marca definiu como futuros clientes, então se os outros ficaram chateados, ela planejou isso, e não se importa”, completou.