Publicidade
Destaque4

Após Nike e EA Sports, mais um patrocinador de CR7 se posiciona sobre escândalo

Clear, da Unilever, mostrou preocupação com atual situação do atacante português

11 out, 2018 Escrito por MKT Esportivo

Um processo contra Cristiano Ronaldo aberto em Las Vegas por uma mulher que alega ter sido estuprada por ele em 2009 está deixando os patrocinadores do craque em alerta. Como destacamos, Nike e EA Sports já se posicionaram sobre o fato e ligaram o alerta em relação à continuidade do acordo.

Agora, mais uma marca parceira do atacante português resolveu se posicionar. Ao UOL Esporte, o shampoo Clear, da Unilever, enviou um comunicado afirmando que “as alegações são profundamente preocupantes” e que está monitorando de perto a situação. Também procurada pelo portal, a Herbalife destacou que não se manifestará sobre o assunto.

No início desta semana, o jornal alemão Der Spiegel revelou imagens do contrato que Cristiano teria firmado com Mayorga para que ela não mantivesse a acusação contra ele. Além disso, o advogado da americana afirmou que uma outra mulher entrou em contato com ele relatando ter vivido uma situação semelhante com o jogador.

Diante da repercussão, o português tratou de negar as acusações e se refere a elas como um “espetáculo midiático criado por pessoas que buscam se promover às minhas custas”. No Twitter, a Juventus chamou o atacante de “grande profissional” e destacou que “eventos supostamente datados de quase 10 anos atrás não mudam essa opinião, que é compartilhada por qualquer um que entre em contato com este grande campeão”.

De acordo com a CNN, a mulher em questão, Kathryn Mayorga, teria encontrado o atleta em um hotel acompanhada de algumas amigas. CR7 teria convidado todas elas para a cobertura que estava hospedado. Lá, teria pedido para que a jovem tivesse relações com ele, mas, após receber uma resposta negativa, teria a levado para um quarto e praticado o ato. A reportagem ainda relata que ele teria pedido desculpa e oferecido US$ 375 mil pelo silêncio de Kathryn.

Eleito mais bem pago do mundo em 2016 e 2017, Cristiano Ronaldo faturou US$ 93 milhões no ano passado, com pouco mais da metade do valor (US$ 47 milhões) proveniente do seu amplo portfólio de parceiras. Agora, resta saber qual será o impacto desta acusação na imagem do jogador, até então de carreira impecável dentro e fora das quatro linhas.