Publicidade
Destaque6

Com nome forte, empresas relutam em adquirir naming right do Santiago Bernabéu

Há investidores que acreditam que estariam “jogando dinheiro fora” com o patrocínio

10 out, 2018 Escrito por MKT Esportivo

O Real Madrid encontra muitas dificuldades para negociar o naming rights do Santiago Bernabéu. De acordo com o espanhol El Confidencial, possíveis investidores estão preocupados com o fato do nome do estádio ser muito forte e reconhecido mundialmente, o que dificultaria que o novo batismo surtisse efeito.

Em um entrave muito conhecido por nós dentro do futebol brasileiro, as marcas acreditam que torcedores e imprensa seguiriam citando o estádio pelo seu nome original. Há investidores, inclusive, que acreditam que estariam “jogando dinheiro fora” com a compra da propriedade.

Quem detalhou este cenário de incertezas foram potenciais compradores que se encontraram com o presidente do clube, Florentino Perez, e com o diretor de operações comerciais, Dave Hopkinson. No encontro, foi dito que tudo seria diferente se o clube estivesse construindo um novo estádio. Como exemplo, a nova casa do rival Atlético de Madrid foi citada. O atual Wanda Metropolitano começou a ser erguido já com os naming right vendido.

Sempre de acordo com o El Confidencial, o Emirates Stadium, do Arsenal, e a Allianz Arena, do Bayern de Munique, também foram lembrados.

Como o MKTEsportivo antecipou, a partir do ano que vem, o Santiago Bernabéu passará por uma reforma que deve ultrapassar os € 400 milhões e terá, entre as novidades, a construção de uma arena de e-Sports. O objetivo é que, reformada, a casa merengue fature algo em torno de US$ 176 milhões a mais por ano.