Publicidade
Patrocínio

Marlboro ‘dribla’ proibição da F1 e volta a figurar nos carros da Ferrari

Frase “Mission Winnow”, que figura nos carros dos pilotos da escuderia, é parte do novo posicionamento da empresa

6 out, 2018 Escrito por MKT Esportivo

Desde que começou a proibição a propagandas de tabaco na F1 em 2007, a Philip Morris, icônica patrocinadora da Ferrari, não promove a Marlboro em nenhum espaço dos carros. Agora, a marca deu um jeito de figurar novamente sem que quebre as regras da categoria.

Nos treinos para o GP do Japão deste domingo, os aerofólios traseiro e dianteiro, laterais, halo e espelhos retrovisores dos dois monopostos pilotados por Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, figura a frase “Mission Winnow“. Trata-se do novo posicionamento da multinacional, que utilizará a F1 para a promoção de alternativas cientificamente fundamentadas e menos prejudiciais que os cigarros.

Este é o objetivo da campanha, que, coincidentemente ou não, tem como logotipo um “M” parecido ao da Marlboro. Para a iniciativa, a empresa criou uma equipe específica formada por 400 profissionais, entre cientistas, engenheiros e técnicos.

“Estamos empenhados em fazer algo muito dramático: substituir cigarros por produtos livres de fumaça. É a maior mudança em nossa história e a mais acertada para nossos consumidores, nossa empresa, nossos acionistas e a sociedade”, destacou a Philip Morris, por meio de um comunicado.

“Vamos usar esta plataforma global como uma janela para o novo conceito da Philip Morris de desafiar o preconceito, porque sabemos que há muitas pessoas que podem ter dúvidas sobre nós e nossos motivos. Nossa parceria com a Ferrari nos dá a oportunidade de falar sobre nós mesmos e alcançar um público mais amplo”, disse Andre Calantzopoulous, CEO da multinacional.

Vale ressaltar que todo o espaço utilizado pela Philip Morris estava vago desde o fim do patrocínio do Santander, que por conta de uma mudança de estratégia, deixou a escuderia para se tornar patrocinador da Champions League.