Indústria

Eredivisie aprova pioneiro projeto para beneficiar equipes menores da Holanda

Iniciativa partiu de um projeto proposto pelos rivais Ajax, PSV e Feyenoord, para fomentar o futebol holandês

27 nov, 2018

Você soube pelo MKTEsportivo que Ajax, PSV e Feyenoord, resolveram deixar as rivalidade no campo e decidiram propor uma pioneira iniciativa para fomentar o futebol holandês.

Inicialmente, o trio desenvolveu um plano para reequilibrar a primeira divisão do país, que passaria, principalmente, por uma redistribuição de 10% do total de receitas levantadas pelos holandeses na Champions League e Europa League entre todos os participantes da liga nacional. Em contrapartida, eles manteriam seus times-B na Eerste Divisie (a segunda divisão da Holanda) e extinguiram os gramados sintéticos dos estádios da Holanda, submetendo todos às mesmas condições de jogo.

A iniciativa deu resultado. A Eredivisie confiou no modelo proposto e anunciou um pioneiro sistema de solidariedade no futebol europeu. A cada temporada, 5% do total de receitas europeias dos clubes holandeses serão distribuídas da seguinte maneira: 85% entre os clubes da elite fora dos torneios da UEFA e 15% entre os clubes da Eerste Divisie.

Sobre os demais pontos, a Eredivisie ainda decidiu que: os clubes que utilizam gramados sintéticos terão apoio para readotarem campos naturais em um período de até dois anos, e equipes que mantém times-B nas divisões menores receberão incentivos.

A (única) condição para receber o aporte é que todos os beneficiados criem programas de fomento ao futebol de base. Para 2018/19, serão repartidos € 4.5 milhões. Golaço!