Publicidade
Patrocínio

Holding holandesa é especulada para o naming rights do Camp Nou

‘Marca’ banca que Scranton Enterprise pode pagar até € 330 milhões pelo acordo

3 dez, 2018 Escrito por MKT Esportivo

A venda do naming rights do Camp Nou, casa do FC Barcelona, tem tudo para virar uma verdadeira novela. Se a rádio espanhola RAC1 garantiu que a Grifols, grega do ramo farmacêutico, está em negociações avançadas com o gigante catalão para assumir a propriedade, o Marca crava que outra empresa pode dar nome ao local.

A holding holandesa Scranton Enterprise, que atua na área de saúde e também no setor imobiliário, pode pagar até € 330 milhões pelo acordo. Segundo a publicação, um dos entraves está no tempo de contrato, já que a empresa quer mais do que os 20 anos pretendidos pelo Barça. Espera-se uma definição sobre o patrocínio até o início de 2019.

Como se sabe, a venda do naming right do Camp Nou é crucial para o clube cobrir os custos do projeto de ampliação de sua casa, que custará cerca de € 600 milhões e aumentará a capacidade para 105 mil torcedores.

Em 2017, a Grifols negou interesse em acertar o naming right do local após ter seu nome ventilado. À época, a empresa emitiu um comunicado para desmentir os boatos: “A Grifols gostaria de deixar claro que os rumores que circulam sobre um possível acordo de patrocínio e nomeação do estádio do FC Barcelona são totalmente infundados. A empresa não está considerando nenhum acordo de patrocínio desse tipo”.

Já em outubro, a gigante de transmissão espanhola Mediapro fez uma oferta de € 300 milhões. No entanto, as negociações não foram adiante após o clube exigir que a Mediapro retirasse uma ação movida contra Sandro Rosell, ex-presidente do Barça.