Indústria

Com escritório em Cingapura, Premier League intensifica atuação contra pirataria

Liga inglesa iniciará um forte programa de fiscalização visando combater a atuação do mercado negro asiático

15 jan, 2019

A Premier League anunciou nesta semana a inauguração do seu primeiro escritório fora do território inglês. O local escolhido foi Tanjong Pagar, em Cingapura, na região da Ásia-Pacífico.

De acordo com a liga, a decisão pela região está apoiada em dois motivos principais: combater a pirataria e apoiar os grupos de mídia que possuem os direitos de transmissão por lá.

Com o escritório, a Premier League iniciará um forte programa de fiscalização visando combater a atuação do mercado negro asiático. Trata-se de mais um esforço da liga inglesa neste sentido já que recentemente contactou autoridades tailandesas para brecar a atuação de fornecedores de dispositivos de streaming ilegais. Desta maneira, o escritório promete ajudar os licenciados a trabalhar os próprios direitos.

“A região da Ásia-Pacífico é estrategicamente importante para a Premier League e seus clubes. Cingapura oferece uma excelente localização para nosso primeiro escritório internacional, e esperamos usar essa base para apoiar nossos muitos parceiros de transmissão em toda a região. É fundamental, igualmente, que agora implantemos recursos locais e conhecimentos especializados para combater a crescente ameaça da pirataria, o que prejudica todos os interessados ​​na indústria criativa”, disse Paul Molnar, diretor de transmissão da Premier League e membro da Coalizão Contra a Pirataria na Ásia.

Apesar dos seus esforços visando os Estados Unidos, o mercado asiático sempre esteve no foco da liga inglesa. Em 2015 e 2017, a Premier League mandou partidas de pré temporada em Cingapura e Hong Kong, ambas com um sucesso absoluto de público. Além disso, empresas do continente apostam cada vez mais na força das equipes e fecham patrocínios regionais.

Na região da Ásia-Pacífico, além da Premier League, a Bundesliga também tem uma sede oficial de trabalho, mais precisamente, em Cingapura.