Indústria

Liberty amplia alcance da F1 TV e adiciona oito novos mercados

Chipre, Dinamarca, Grécia, Malta, Holanda, Noruega, Portugal e Suécia desfrutarão de uma transmissão exclusiva das provas

29 jan, 2019

A Fórmula 1 anunciou que a sua plataforma de streaming oficial será disponibilizada em oito novos mercados a partir da temporada 2019. Desta maneira, os fãs de automobilismo do Chipre, Dinamarca, Grécia, Malta, Holanda, Noruega, Portugal e Suécia poderão desfrutar de uma transmissão exclusiva das provas, bem como câmeras especiais e conteúdos de apoio.

Na Holanda, é fruto de uma colaboração da Liberty Media com a Ziggo Sports, que concordou em ajudar a promover a F1 como parte de uma extensão de direitos de três anos firmada com a categoria no ano passado.

Após apenas um ano de existência, a F1 TV já está disponível em 59 territórios em todo o mundo. O presidente-executivo da Fórmula 1, Chase Carey, admitiu que a plataforma sofreu com problemas técnicos em um primeiro momento e destacou que se trata de um produto “em progresso”.

“Após o lançamento da F1 TV beta no ano passado, nossa meta é continuar a melhorar o produto para incluir mais mercados, conteúdo e plataformas”, disse Frank Arthofer, diretor de licenciamento digital e novos negócios da Fórmula 1. “Nossa ambição é fornecer aos fãs um ótimo produto que lhes permita personalizar sua experiência de visualização e aprofundar o insight disponível para eles sobre o esporte que amam”, completou.

Vale destacar que a Fórmula 1 confirmou recentemente que a F1 TV passaria a disponibilizar os testes de pré-temporada, com os assinantes capazes de assistir ao menos oito horas de cobertura ao vivo de Barcelona.

“Ao transmitir os testes pela primeira vez, estamos garantindo que os assinantes da F1 TV Pro sejam recompensados ​​com todas as ações mais recentes da pré-temporada”, acrescentou Arthofer.

Na semana passada, a Fórmula 1 informou que seus números de audiência aumentaram nas plataformas digitais e de TV durante o último ano. De acordo com o documento divulgado, a temporada de 2018 teve um incremento de audiência de 10%, batendo a casa dos 490.2 milhões (neste caso, refere-se ao número de pessoas que ligaram a TV pelo menos uma vez para assistir à categoria). No ranking do alcance promovido pela televisão, o Brasil aparece na liderança com 115.2 milhões de telespectadores, seguido pela China (68 milhões) e EUA (34.2 milhões).

No digital, principal aposta da Liberty Media desde a aquisição da categoria, o número de usuários nas plataformas cresceu significativamente. Somadas as bases do Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, a F1 acumula um total de 18.5 milhões seguidores, aumento de 53.7% em comparação a 2017.