Patrocínio

Fiat fecha com a CBF até 2022

Montadora italiana assumirá o lugar deixado pela Chevrolet há duas temporadas

14 mar, 2019

A Fiat é nova patrocinadora da Confederação Brasileira de Futebol. O acordo englobará para todas as categorias da seleção, incluindo equipes masculinas, femininas, olímpica e de base. A montadora italiana assumirá o lugar deixado pela Chevrolet há dois anos.

Pelo contrato, a empresa já figurará como parceira da entidade na Copa do Mundo de futebol feminino, que acontece na França, e a Copa América, sediada pelo Brasil. Ambos torneios em junho. A estreia, por sua vez, será nos dois amistosos que a seleção brasileira fará no final deste mês, contra República Tcheca e Panamá.

“A camisa amarela da seleção é reconhecida em qualquer lugar do mundo, assim como a logomarca e os modelos de veículos que compõem o grupo de empresas da montadora”, destacou Rogério Caboclo, futuro presidente da CBF.

“Eu acho que muitos de vocês reconhecem que talvez sejamos a fabricante de carros mais brasileira do Brasil. Somos um time de 26 mil colegas brasileiras e brasileiros com quem orgulhosamente trabalhamos todo dia. E queremos nos associar a um time vencedor. Não tem nada mais vencedor do que a seleção brasileira de futebol, cinco vezes campeã do mundo, infelizmente duas contra a Itália”, disse Antonio Filosa, presidente da Fiat na América Latina.

Com a CBF, a Fiat ratifica sua aposta no patrocínio ao futebol. No ano passado, a empresa fechou acordos de curta duração com América-MG, Atlético-MG e Cruzeiro.Já a confederação chega a seu 11° patrocinador.