Indústria

Após sucesso no Marrocos, Supercopa da Espanha pode ir para Arábia Saudita

Federação Espanhola coloca país como uma das opções para sediar o torneio

25 abr, 2019

A Supercopa da Espanha, decidida entre o campeão da LaLiga e o campeão da Copa do Rei, pode ser disputada fora da Espanha mais uma vez. De acordo com o britânico Daily Mail, a Federação Espanhola de Futebol (RFEF) está com uma proposta da Arábia Saudita de aproximadamente £ 26 milhões por temporada em um contrato de seis temporadas.




Luis Rubiales, presidente da RFEF, destacou que jogar no Oriente Médio é uma das opções consideradas para o torneio, bem como um novo formato de competição que contemplaria os quatro primeiros colocados de LaLiga e da Copa do Rei.

A ideia é jogar a ‘nova Supercopa’ em janeiro. Até lá, a proposta será analisada durante a assembleia geral da federação marcada para a próxima semana. Rubiales, no entanto, não confirmou se a negociação realmente ocorre, mas limitou-se a comentar que os £ 26 milhões anuais será um valor “difícil de atingir”.

Em 2018, por conta do faturamento e do calendário, a partida entre Barcelona e Sevilla, vencida pelo Barça por 2 a 1, foi jogada no Marrocos. Foi a primeira vez na história da Supercopa da Espanha que o título foi decidido fora do território espanhol. Como obteve sucesso de público e audiência, a RFEF deseja manter a ideia, já explorada há um bom tempo na Itália. Para se ter uma ideia, Estados Unidos, Líbia, China e Qatar já receberam a decisão em jogo único da Supercopa da Itália, o que comprova que há mercado e retorno financeiro para o projeto.