Patrocínio

Macron fecha com UEFA para fornecer uniformes aos árbitros

Acordo será válido até 2021 e envolverá vestuário para Champions League, Europa League, Supercopa e Euro

14 maio, 2019

A grande final da UEFA Champions League, no dia 1º de junho, marcará não somente o último jogo da temporada europeia, como também a saída oficial da Adidas dos uniformes dos profissionais envolvidos nas competições da entidade.

Em janeiro de 2018, a alemã já havia anunciado que não seguiria com o acordo. Desta maneira, a partir da temporada 2019/2020, árbitros, assistentes e comissão envolvida no VAR utilizarão uniformes produzidos pela Macron. A italiana será responsável pelo patrocínio até 2021/2022 e o contrato englobará torneios como Champions LeagueEuropa LeagueSupercopa e Euro.

Além do vestuário dos árbitros, desde a atual temporada a Adidas deixou de produzir as bolas utilizadas na Europa League, sendo substituída pela japonesa Molten.

Com a UEFA, a Macron continua seu forte crescimento pela Europa. A empresa está presente nos uniformes de Hannover, FC Union Berlin e Munique 1860, na Alemanha; Verona, Lazio e Udinese, na Itália; o Sporting, em Portugal; Nottingham Forest, na Inglaterra; Real Sociedad, na Espanha; e o Estrela Vermelha, da Sérvia. A Macron ainda possui acordos mais antigos com Bologna, Cagliari e Spal, na Itália; Deportivo La Coruña e Levante, na Espanha; Crystal Palace e Stoke City, na Inglaterra; e o Nice, na França.

Fruto de uma parceria com a própria Uefa, a marca fornece também material esportivo para seleções europeias menores, como Andorra, Armênia, Belarus, Chipre, Ilhas Faroe, Liechtenstein, Luxemburgo e San Marino.

Tudo isso fez com que a Macron assumisse o posto de terceira maior fornecedora da Europa, atrás apenas das gigantes Nike e Adidas. Com foco no futebol, a empresa segue em franco crescmento. Na Itália, seu principal mercado, o aumento nas vendas chegou a 13% entre 2017 e 2018. No Reino Unido, a melhora chegou a 18,4%. Países como Espanha, França e Portugal também registraram taxas de crescimento na casa dos dois dígitos.

Coroando seu excelente momento, a Macron modernizou sua identidade no final do ano passando, sendo a primeira vez na história que sua marca passa por um rebrand.