Coluna

Vida longa no patrocínio esportivo

De pontual para uma das parcerias mais longevas do futebol brasileiro

3 maio, 2019
Fabio Wolff

Sócio-diretor da Wolff Sports e professor no MBA de Gestão e Marketing Esportivo da Trevisan Escola de Negócios

Ver mais artigos deste autor

Era final de 2015 e surgiu a oportunidade de fazermos um patrocínio pontual ou “test drive” como prefiro chamar, do Grupo Algar com o time profissional de futebol do Santos Futebol Clube.

O resultado da experiência foi a concretização do patrocínio por 1 ano em 2016, a renovação, até março de 2020, fazendo desta uma das parcerias mais longevas do futebol brasileiro.

Eu costumo dizer que fechar patrocínios não é difícil, mas sim renová-los. Como toda prestação de serviço, é preciso gerar tangibilidade e, para isso ocorrer, antes de mais nada é imprescindível estudar e entender a fundo quem são as partes envolvidas, as características de cada uma, os objetivos, estratégias e sinergias. Só assim, então, que traçarmos a seis mãos, o plano estratégico de um patrocínio.

Apesar de iniciarmos a parceria por meio de um patrocínio pontual, não foi por acaso que o Grupo Algar escolheu o Santos Futebol Clube como parceiro. Time do Pelé, respeitado e reconhecido mundialmente e que realiza há muitos anos um grande trabalho na base, com os Meninos da Vila, para a formação de atletas e cidadãos.

Um dos principais objetivos da Algar nessa parceria é o de realizar brand awareness e o resultado tem sido fantástico não apenas pela materialização, através do relatório IBOPE Repucom, como pelo dia a dia, pela associação da marca junto ao clube:

“É a Algar do Santos”.

Outros objetivos desse patrocínio, como o networking, por exemplo, são alcançados com sucesso por meio do intangível “Day Use” da Vila Belmiro (convidar um cliente ou parceiro para jogar no estádio que consagrou grandes nomes como Pelé, Pepe e Neymar Jr, entre outros tantos, não tem preço). E o que dizer então de conhecer os bastidores do centro de treinamento do clube?

Sem esquecer de outras tantas ativações como o camarote na Vila Belmiro, os convites aos jogos no Pacaembu, além da presença de atletas e de membros da comissão técnica na Convenção Anual da Algar.

Se o alinhamento entre as partes já era bom, ficou melhor ainda com o comprometimento do Santos Futebol Clube em cumprir o Pacto pelo Esporte, acordo entre empresas patrocinadoras do esporte brasileiro com o objetivo de contribuir com a prática de governança, integridade e transparência do segmento.

Em um mercado em que a grande maioria das parcerias de patrocínio não passa de dois anos, eu preciso desejar mais patrocínios com vida longa no futebol brasileiro.