Podcasts

‘Big Data e o uso estratégico de dados no esporte’, com Edwin Asberg

16 jul, 2019

O Big Data está levando o esporte a futuro revolucionário, com um nível sem precedentes de interação personalizada, engajamento por meios inovadoras e gerando uma nova fonte de receita. Para se ter uma ideia da relevância de sua aplicabilidade e, principalmente, de se extrair valor das informações obtidas, segundo uma estimativa do IDC, as receitas globais geradas por soluções de Big Data e business analytics deverão alcançar US$ 189.1 bilhões em 2019.

As melhorias propiciadas pelo Big Data às organizações passam pela detecção de tendências de mercado e até mesmo personalizando completamente uma experiência de compra. Ainda que sem muita força, em alguns clubes do país, ele tem sido utilizado na otimização dos processos internos, provendo inteligência operacional ao negócio.

Mas afinal, como gigantes do mercado estão avançando na tecnologia e obtendo valiosos insights a partir da coleta de dados? Por que vemos poucas iniciativas do tipo no Brasil? No esporte, as arenas podem ser as grandes beneficiadas?

Para responder a estas (e outras) perguntas, Eduardo Esteves, host do MKTEsportivoCast, conversou com Edwin Asberg, Gerente de Análise e Conteúdo na Sport Track. Formado em Esporte pela USP, o profissional estudou gestão esportiva na Universidade Alemã do Esporte, em Colônia, e possui MBA em Big Data pela Fundação Getulio Vargas.