Patrocínio

Uber é a nova patrocinadora do Campeonato Brasileiro feminino

O acordo chega para ratificar o posicionamento que o aplicativo de mobilidade adotou para o mercado esportivo

19 jul, 2019

A Uber é a nova patrocinadora do Campeonato Brasileiro de futebol feminino. O acordo chega para ratificar o posicionamento que o aplicativo de mobilidade adotou para o mercado esportivo, onde deseja ser vista como uma empresa que auxilia o empoderamento feminino.

“Sempre acreditamos em oportunidades iguais, que mulheres podem ser o que desejarem, e queremos que essa visão vá além da nossa plataforma. Na Uber, entendemos que o futebol feminino é uma representação do desafio das mulheres na sociedade”, disse Claudia Woods, diretora-geral da Uber no Brasil.

A estreia da parceria será neste domingo (21), no duelo Corinthians e Flamengo, que terá transmissão da Band, em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão. A partida será realizada no Pacaembu, e a marca estará nas placas de publicidade do gramado.

“Neste ano, a Copa do Mundo comprovou que o brasileiro é fã do futebol feminino. A chegada da Uber auxiliará ainda mais na popularização do esporte e das nossas atletas no país, com ações para estimular ainda mais a presença do público nos jogos”, completou Alfredo Carvalho Filho, diretor comercial da SportPromotion, agência que detém os direitos de comercialização da publicidade do Brasileirão e que intermediou o novo acordo.

Em junho, no clássico entre Santos e Corinthians válido pelo Brasileirão masculino, aproveitando a disputa da Copa do Mundo de Futebol Feminino, a Uber promoveu uma ação na arquibancada da Vila Belmiro batizada de #AcreditaNelas. Uma bandeira foi erguida pela torcida santista com a frase: “Infelizmente, esta bandeira vai ser mais vista que o futebol feminino”. Dias depois, a empresa, parceira de ambos times masculinos, anunciou a ampliação do contrato contemplar também as equipes femininas de Grêmio e Inter.

Trata-se do primeiro acordo privado para o nacional feminino, que em 2018 contava com a Caixa. Além dos aportes, o Brasileirão feminino desfruta de relevante visibilidade por ser transmitido pela Band, Twitter e Mycujoo.