Patrocínio

Vodafone levará 5G para os estádios da Bundesliga

A Volkswagen Arena, casa Wolfsburg, será a primeira a receber a tecnologia

4 jul, 2019

A Liga Alemã de Futebol se aliou à empresa de telecomunicações Vodafone para levar o 5G nos estádios na Bundesliga O contrato, válido por dois anos, contemplará também o lançamento de um aplicativo de realidade aumentada (AR) em tempo real que promete acelerar o fluxo digital de informações das partidas do campeonato sem se preocupar com problemas de conectividade. O primeiro estádio a receber a tecnologia será a Volkswagen Arena, do Wolfsburg.

De acordo com a Vodafone, o aplicativo apresenta os dados visualmente e fornece gráficos ao vivo, estatísticas e análises, antes disponíveis apenas após as partidas na TV. Nele, o torcedor poder olhar para um atacante que está correndo em direção ao gol da equipe rival e descobrir, pelo celular, qual sua velocidade.

“O futebol vive de emoções. Dados e análises também estão se tornando cada vez mais importantes para muitos fãs. Até hoje, eles sempre estiveram disponíveis em casa, na TV, somente depois da partida. Agora, estamos fazendo com que esses mundos se juntem. A nossa parceria com a DFL é o pontapé para o início do 5G na Bundesliga. Com a nova tecnologia de comunicações móveis, estamos trazendo informações em tempo real para os torcedores que gostam de estatísticas e aumentando a capacidade de rede para os fãs de futebol nos estádios”, disse Hannes Ametsreiter, CEO da Vodafone.

“As tecnologias são tão boas quanto as possibilidades de aplicação que emergem delas. Como líder de inovação, a DFL está continuamente avançando em novas tecnologias relacionadas a esporte e mídia para oferecer possibilidades adicionais aos espectadores no estádio e na frente das telas. Estamos fazendo isso conectando informações 5G e em tempo real. Uma forte infraestrutura 5G fornece as condições ideais para parceiros e clubes também”, completou Christian Seifert, CEO da DFL.

Sobre o pontapé inicial na casa do Wolfsburg, a empresa destacou que haverá um incremento de 60% na capacidade de rede disponível.