Indústria

Dirigentes se reúnem para debater projeto de clube-empresa

Clubes desejam avançar o mais rápido com o projeto por conta da Reforma da Previdência

12 set, 2019

Dirigentes de 14 clubes, sendo seis da Série A, se reuniram com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (11) para tratar sobre  a alteração da Lei Pelé e facilitar a transformação de clubes em empresa.

Participaram da reunião representantes do Flamengo, Corinthians, Santos, Athletico-PR, Cruzeiro, Botafogo, Ponte Preta, Atlético-GO, Vila Nova-GO, Bragantino-SP, Ferroviária-SP, Botafogo-SP, São Bento-SP e Gama-DF, além de Pedro Paulo, que será o autor da proposta, e o ex-jogador e atual senador Romário, que será relator do projeto assim que ele entrar no Senado Federal.

No encontro,  de acordo com o GloboEsporte.com, o fato de ter a dívidas com o governo reduzidas e um prazo estendido para o pagamento do débito restante foi o que mais animou os clubes. Essa proposta, porém, não foi aprovada pelo Flamengo.

“O Botafogo também está já fazendo seu projeto que vai ser acoplado caso passe esse projeto do clube-empresa. Então, ficamos muito contentes e vamos torcer pra que isso aconteça logo este ano. É muito importante para todos os clubes”, disse Nelson Mufarrej, presidente do Botafogo, único a dar uma declaração após a reunião.

Outra ideia colocada para Pedro Paulo foi a de fazer com que clubes menores possam ser enquadrados como microempresas, o que reduziria a carga tributária sobre eles facilitando assim o funcionamento dos mesmos.

Os clubes desejam avançar o mais rápido com o projeto por conta da Reforma da Previdência, que em breve será votada no Senado. Isso porque o texto da proposta impede o governo de conceder refinanciamentos de dívidas com prazos superiores a 60 meses.