Indústria

MLS vira palco para investimentos de celebridades

Matthew McConaughey, James Harden e Russell Wilson são alguns dos nomes que investem em franquias da liga

4 set, 2019
Eduardo Esteves

Diretor Executivo do MKTEsportivo

Ver mais artigos deste autor

A expansão da Major League Soccer pelos Estados Unidos tem atraído a atenção não somente de empresários, mas também de celebridades do esporte e do entretenimento do país. O caso mais recente envolve o ator Matthew McConaughey, que se tornou recentemente sócio do Austin FC.

A equipe, que estreia na MLS em 2021 e é controlada por Anthony Precourt, conta com outros três empresários locais como investidores minoritários. Recentemente, o Austin FC anunciou que recebeu 35 mil depósitos para a reserva de ingressos para sua temporada inicial. Só nas primeiras 24 horas, foram 30 mil depósitos efetuados.

“O jogo mais diversificado e sem fronteiras do mundo agora está chegando a uma das cidades mais multiculturais, criativas e diversas do mundo. O Austin FC é um investimento saudável na cultura e no futuro da nossa cidade”, disse McConaughey, em comunicado. Nascido no Texas, o ator é assumidamente apaixonado por esportes e presença marcante nos jogos do Texas Longhorns, equipe de futebol americano universitária.

Embora detalhes do investimento feito pelo ator em Austin não tenham sido revelado, essas participações geralmente são muito pequenas. O objetivo, portanto, é mais chamar a atenção. Um dos exemplos mais emblemáticos é do rapper Jay-Z, que possuí menos de 1% de participação no Brooklyn Nets, da NBA, mas incluiu a equipe em suas músicas e comparece em diversas partidas no Barclays Center.

Também na MLS, James Harden, estrela do Houston Rockets, comprou uma participação minoritária no Houston Dynamo. Já o rapper Macklemore, a cantora Ciara e Russell Wilson, quarterback do Seattle Seahawks, optaram por investir no Seattle Sounders. De acordo com a Forbes, uma franquia média da liga vale aproximadamente US$ 240 milhões.

A liga se encontra neste momento em um importante processo de expansão, com uma nova franquia (FC Cincinnati) estreando na próxima temporada. Já as equipes de Miami, Nashville e Tennessee entrarão em 2020, seguidas por Austin, em 2021, e St. Louis, em 2022.