Coluna

Empresas brasileiras no campeonato espanhol

11 out, 2019
Fabio Wolff

Sócio-diretor da Wolff Sports e professor no MBA de Gestão e Marketing Esportivo da Trevisan Escola de Negócios

Ver mais artigos deste autor

Eu vi, lógico. Trabalho com isso e tenho de ficar antenado com os anunciantes e campeonatos.

O público em geral é impactado ao ver marcas brasileiras nos painéis de Led ao redor do campo em um jogo, por exemplo, entre Real Madrid e Barcelona.

Afinal, trata-se de um dos maiores clássicos do mundo e estar ocupando aquele precioso espaço nos painéis de Led deve ter sido fruto de um investimento enorme por parte de cada anunciante, certo ?

Errado!

Errado? Como assim?

É isso mesmo, a mídia programática, chamada de supponor, possibilita que diversas mensagens publicitarias sejam enviadas para diferentes praças ao mesmo tempo.

Enquanto na transmissão da partida para a China são veiculadas propagandas de multinacionais ou empresas chinesas que desejam se comunicar com o público chinês, o mesmo acontece com o Brasil, com a Itália, a Alemanha… e por aí vai.

Para o detentor dos direitos de arena, ou seja, dos painéis eletrônicos ao redor do campo onde é realizado o jogo do campeonato espanhol, por exemplo, é a oportunidade de, em uma mesma partida, multiplicar a comercialização do espaço de forma customizada, proporcionando um faturamento muito interessante.

O fato de vender a mesma secundagem de forma multiplicada para diversas empresas ao redor do mundo, ao mesmo tempo, possibilita que a comercialização seja feita dentro dos padrões do mercado publicitário de cada país, ou seja, precifica-se de acordo com o potencial de cada mercado, propiciando a oportunidade de muitos estarem veiculando sem necessariamente investirem grandes quantias. Logicamente, quanto mais atrativa for a partida, maior será o seu valor.

Por exemplo, para o mercado brasileiro, enquanto em algumas partidas consideradas menos interessantes a inserção eletrônica, por minuto, no campeonato espanhol, é precificada a partir de R$ 5.000,00, outras, mais atraentes, podem chegar ao valor de R$ 25.000,00 por minuto.

O tempo vai passando e as novas tecnologias tem sido uma ferramenta muito importante ao esporte, seja na entrega mais dinâmica e interativa da propaganda, seja na forma de se multiplicar os ganhos financeiros com a mesma.