Indústria

Priorizando big data e monetização, Corinthians lançará plataforma digital

Clube deseja estreitar o relacionamento com o torcedor conhecendo detalhadamente os seus hábitos de consumo

29 ago, 2017

O Corinthians lançará em breve uma plataforma que poderá substituir seu portal oficial e espera reunir o maior número de torcedores no âmbito digital. Em entrevista ao GloboEsporte.comFernando Sales, diretor de marketing do Timão, detalhou os planos do clube com esta frente e que terá como prioridade a monetização.

A plataforma, que ainda não teve seu nome divulgado, irá disponibilizar notícias e conteúdos exclusivos produzidos por um novo departamento no clube. O objetivo é que os mais de 18.6 milhões de seguidores (entre Facebook, Twitter e Instagram) consumam informações através desta ferramenta e ofereçam ao clube detalhes importantes sobre seus comportamentos. Conhecendo seu público à fundo, certamente o Corinthians reverterá o Big Data em produtos e ações de marketing 100% personalizadas que deverão agradar em cheio sua audiência. Os sócios do Fiel Torcedor contarão com vantagens especiais.

Para que o torcedor não sinta falta das demais redes que usa e fique o maior tempo possível dentro dela, a plataforma trará as funcionalidades e materiais das principais redes sociais e transmitirá ao vivo torneios e partidas de outras modalidades que o Corinthians está presente. Jogos da equipe profissional seguem presos ao contrato fechado com a Rede Globo.

Concentrando um grande volume de torcedores, e conhecendo a personalidade e hábitos de cada um deles, o clube espera que a plataforma atraia o interesse de patrocinadores que desejam se relacionar com eles. Com espaços para publicidade, uma nova frente de receita deverá ser criada tão logo a novidade for apresentada. Até aqui, empresas como OLX e Blowtex já utilizaram as redes sociais do Corinthians para ações de engajamento junto aos seguidores. Pouco perto do potencial que existe, é verdade. Entre de junho de 2016 e de 2017, o alvinegro arrecadou R$ 1 milhão com o conteúdo gerado nas suas plataformas.

Em um modelo diferente, mas prezando pelo valioso ativo que é o Big Data, o Manchester United lançou um aplicativo de sua Tv oficial para 169 países e um serviço de assinatura ao melhor estilo Netflix. Na última temporada, somente com conteúdo mobile, os Red Devils embolsaram quase £ 11 milhões.

Hoje muito mais maduro neste sentido, o Corinthians tentou embarcar no furor das redes sociais e lançou a sua própria em 2012, intitulada “Bando de Loucos“. Pela concorrência direta com as gigantes do setor, o projeto não teve vida longa.