Patrocínio

Imprensa italiana crava PUMA como nova patrocinadora do AC Milan

Se confirmado, acordo com a alemã valerá a partir da próxima temporada

13 out, 2017

Nem Under Armour, nem New Balance. Após a imprensa italiana cravar a saída da Adidas do AC Milan na próxima temporada, a PUMA surge como a futura nova fornecedora de material esportivo do clube.

De acordo com as informações do jornal La Stampa e da Fox Sports Italia, a equipe rossonera optou pela alemã por sua longa história com a seleção italiana e deverá embolsar de € 10 a € 15 milhões por temporada. Se confirmado o valor, será € 5 milhões a menos que o atual acordo com a três listras. A duração do novo contrato não foi divulgada.

Hoje, a PUMA não está presente na liga italiana, o que seria uma importante retomada partindo de um clube muito tradicional. A empresa patrocinou a Lazio, em 2012, e o Palermo, em 2014. Na Europa, entre os grandes, a empresa está com o Borussia Dortmund e o Arsenal.

Sobre o desejo da Adidas em deixar o clube, destacamos dois pontos:

— em 2015-16, o Milan, que terminou na 7º colocacação na Serie A TIM e vice na TIM Cup, não carimbando vaga em nenhuma copa européia, tinha vendida cerca de 200 mil camisas, ao passo que a Juventus mais do que dobrou esse número ganhando “apenas” € 3 milhões a mais (e abriu mão da gestão de merchandising da adidas);

— ao final de 2016, a diferença do volume de vendas entre ambos favorecia à Juve em 50%.

Já levantamentos recentes apontaram o Milan entre o 10º e o 16º lugares entre os vendedores de camisas mundo afora em 2016,  atrás dos outros patrocinados pela adidas na época (Real Madrid, Chelsea, Bayern e Juventus). Neste cenário, a relação investimento x retorno provavelmente deixou a marca das três listras numa encruzilhada e que culminará com sua saída.

puma_milan