Indústria

Empresa de Yao Ming traz série do PGA Tour para a China

Modalidade foi vetada no país nos últimos anos. Novo contrato valerá pelos próximos 20 anos

12 dez, 2017

PGA Tour anunciou um acordo para se associar à empresa chinesa Shankai Sports para gerenciar as operações de sua série na China por 20 anos a partir de 2018. Com sede em Pequim, a Shankai está neste momento recebendo um investimento de US$ 45 milhões da Yao Capital, uma private equity que tem como fundador o ex-astro do basquete local, Yao Ming, e o IDG Capital, fundo com sede nos Estados Unidos que possui 20% de participação no Lyon.

Após um longo hiato, o PGA Tour China Series retomará suas atividades a partir da próxima temporada. O movimento ocorre no momento em que o país asiático flexibiliza a prática da modalidade, já que nos últimos anos autoridades fecharam mais de 100 cursos em um esforço para conservar a água e a terra. De acordo com Greg Gilligan, diretor do PGA Tour China Series, os fechamentos estavam relacionados a violações de códigos e que a China apoia o esporte.

Pelo acordo firmado, serão 14 eventos de golfe e premiações de US$ 200 milhões durante todo o período contrato. A Yao Capital anunciou recentemente que fará um investimento de quase US$ 400 milhões em ativos na indústria do esporte nos próximos anos.