Indústria

Canais ativam Dia Internacional da Mulher com narradoras no comando de transmissões

ESPN, Fox Sports e Esporte Interativo lançam iniciativas para levantar uma bandeira pela igualdade de gênero

8 mar, 2018

Três emissoras aproveitaram o Dia Internacional da Mulher para destacar a presença da mulher na narração esportiva. A Fox Sports escolherá uma narradora para transmitir a Copa do Mundo de 2018, em uma iniciativa interna intitulada “Narra Quem Sabe”.

Os materiais enviados serão analisados por Vanessa Riche, responsável pela curadoria do projeto. A jornalista também coordenará os treinamentos e testes com as candidatas selecionadas na sede da FOX. Detentora dos direitos de transmissão do Mundial, na FOX Sports 2, a cobertura será quase toda feita por mulheres.

Já a ESPN colocará Luciana Mariano, primeira mulher a narrar um jogo no Brasil, para transmitir o duelo entre Red Bull Leipzig x Zenit, válido pela Europa League. Ela estará ao lado de Paulo Calçade. “Narrar futebol foi o maior desafio que já enfrentei até hoje. Eu não tinha nenhuma referência de mulher narradora na TV. Eu não tinha para quem olhar. Quem vou imitar? Na dúvida, no começo, você imita alguém até criar um estilo próprio. Todos os meus exemplos eram masculinos. E agora, quero oferecer o que eu não tive”, disse Luciana ao espnW.

Por fim, a Lay’s, da Pepsico, estará com o Esporte Interativo para ativar seu patrocínio à UEFA Champions League e levantar uma bandeira pela igualdade de gêneros. A empresa será a patrocinadora de um concurso no canal para encontrar uma mulher para narrar um jogo do torneio.

Para participar, as candidatas deverão mandar um vídeo no site oficial da ação até o próximo dia 18. Elas serão selecionadas para uma fase final, que será realizada no Rio de Janeiro, sede do EI. A fase seguinte, que contará com especialistas e profissionais do canal, eliminará uma por semana.

A narração de uma das semifinais da competição, que ocorrem nos dias 23 e 24 de abril e 1° e 2 de maio, será feita pela vencedora, no estádio, ao lado do comentarista Mauro Beting. “Acreditamos no poder da emoção que o esporte proporciona a quem joga, a quem torce e, por que não, a quem narra”, disse Anna Carolina Teixeira, diretora de marketing da Lay’s.