Indústria

Estoril Praia larga na frente e associa-se à ONU

Clube se comprometeu a adotar medidas para promover o desenvolvimento sustentável de acordo com a Agenda 2030

28 mar, 2018

A Agenda 2030 é um “plano para o sucesso” em nome dos povos e do planeta, como afirmou o secretário-geral da Organização, à época, Ban Ki-Moon. O plano entrou em vigor em 1 de janeiro de 2016 como fruto de uma reunião da ONU e une os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O Estoril, que tem a empresa Traffic como uma das principais acionistas, é o primeiro clube a aderir à Agenda, se comprometendo com 10 medidas.  São elas: erradicar a pobreza e erradicar a fomesaúde de qualidade; educação de qualidade; igualdade de gênero, energias renováveis e acessíveis; indústria, inovação e infraestruturas; reduzir as desigualdades; ação climáticaproteger a vida marinha; e parcerias para a implementação dos objetivos.

Para o Presidente do Clube, Alexandre Faria, o “desafio” deve servir de exemplo para outros clubes. “O desporto tem uma missão de formação e de exemplo para a sociedade, e é aí que queremos posicionar”. E acrescentou: “Quando vemos o mundo e a demasiada tensão da parte competitiva apercebemo-nos que há muito mais a fazer na área da responsabilidade social. Tem um potencial enorme para o crescimento dos clubes. Os clubes podem ser agentes privilegiados para contribuir para um mundo mais sustentável, não só pela mediatização como pelas ações que podem ter”.

Além de melhorar a imagem do clube, associando-se a um projeto muito positivo, o Estoril Praia irá ajudar a comunidade ao redor, atrair mais visibilidade e possivelmente novos parceiros comerciais.

O Estoril é um dos clubes que mais tem brasileiros no seu elenco principal, com 14 jogadores. Entre eles: os antigos são paulinos Lucão, Renan Ribeiro, Lucas Evangelista e Ewandro, além de Victor Andrade (ex-Santos) e Matheus Sávio (ex-Flamengo).