Indústria

Parceria com a Fossil marca chegada da PUMA ao mercado de wearables

Segmento, que deve crescer muito nos próximos anos, viu recentemente o anúncio da saída da Adidas

25 abr, 2018

Uma parceria firmada com a Fossil marcará a entrada da PUMA no mercado de wearables. Pelo acordo, a marca de relógios ficará responsável por todo o processo, desde o desenho até a distribuição dos produtos. O contrato de licenciamento será válido até 2028.

“A Puma é uma das principais marcas esportivas do mundo. Estamos entusiasmados por fazer parceria com eles e levar nossos recursos de design e distribuição de classe mundial para a coleção de relógios Puma”, disse Kosta Kartsotis, diretor executivo da Fossil Group.

“O tempo faz ou quebra os atletas, e é por isso que a escolha do parceiro certo para relógios e wearables é particularmente crítico para a nossa marca. Temos o prazer de trabalhar em parceria com o Fossil Group, cujo foco em inovação nos ajudará a fabricar produtos que atendam às necessidades de nossos consumidores e dos atletas mais rápidos do mundo”, destacou Bjørn Gulden, CEO da Puma.

Espera-se que a primeira linha fruto da parceria chegue ao mercado em 2019.  Sobre a nova parceira da alemã, a Fossil está claramente adotando a revolução de tecnologia wearable em seu DNA. Hoje, ela a oferece para 14 marcas em mais de 300 estilos, com distribuição para 50 países. A norte-americana começou seu braço de licenciamento há pouco mais de 20 anos, quando fechou um acordo com a Emporio Armani.

Segundo o IDC, especializado em pesquisas de mercado, o uso do wearable deve explodir em popularidade nos próximos anos. A conectividade integrada em smartwatches ajuda a impulsionar o crescimento na categoria.

Em dezembro, o MKTEsportivo destacou que a Adidas encerraria as atividades de sua unidade Digital Sports, divisão de negócios responsável pelos chamados Fitness trackers e outros produtos portáteis (wearables). A decisão foi tomada para que ela possa focar seus esforços no âmbito digital e também pelo alto nível de concorrência entre os players, como os gigantes FitbitGarmin Apple Watch, além de produtos da Under Armour e Nike. A entrada da PUMA acirrará ainda mais um setor que já é concorrido.