Patrocínio

Adidas renova com Champions League e seguirá no fornecimento de bolas

Marca alemã buscou manter-se no principal torneio europeu de clubes após perder a mesma categoria na Europa League

22 maio, 2018

A Adidas espantou a especulação sobre uma possível saída e anunciou a renovação do seu longo contrato com a UEFA. Juntos desde 2001, a marca seguirá fornecendo as bolas oficiais do torneio por mais três anos.

Com a renovação, a alemã juntou-se à Heineken, Nissan, PepsiCo, MasterCard e Gazprom que também anunciaram a extensão dos seus contratos para o ciclo de 2018-21. O Santander será a novidade no período. Todas seguirão desfrutando da audiência de TV acumulada de 3.7 bilhões por temporada. A final do próximo sábado, por exemplo, será transmitida em mais de 200 países, com um alcance estimado de 350 milhões de fãs.

“A Adidas tem sido uma parceira valiosa da Liga dos Campeões da Uefa desde que unimos forças em 2001, e estamos satisfeitos por continuarmos nosso relacionamento por mais três temporadas. A Adidas não apenas é líder em seu campo, mas também tem uma extensa herança no futebol, por isso estamos ansiosos para continuar nosso relacionamento ao entrarmos em um novo ciclo da Liga dos Campeões da Uefa”, afirmou Guy-Laurent Epstein, diretor de marketing da UEFA.

Além da Champions League, o patrocínio das bolas contempla também a Super Taça Europeia, a Liga UEFA da Juventude e a Taça UEFA de Futsal. A exceção será a Europa League, já que no ano passado a entidade fechou com a fabricante Molten por três temporadas. O patrocínio envolve não só as bolas oficiais mas também outros detalhes, como o uniforme dos árbitros e bandeirinhas, e merchandising.

Agora, resta saber qual marca ficará com o vestuário dos árbitros, já que a Adidas não seguirá nesta categoria. Esta mudança mostra que, pela primeira vez, a UEFA faz contratos individuais e não em conjunto entre seus dois principais torneios de clubes.