Patrocínio

Banco Inter aceita mudança e uniforme do São Paulo voltará a ter faixa no peito

Clube finalmente atenderá pedido do são-paulino que ocorre desde a conquista do Mundial de Clubes em 2005

8 jun, 2018

O São Paulo, enfim, decidiu atender a um antigo pedido do seu torcedor: a volta das listras na horizontal na parte do peito da camisa principal, igual ao modelo utilizado na conquista do Mundial de Clubes de 2005.

A informação foi divulgada de uma maneira diferente através das redes sociais e animou os torcedores rapidamente. Na noite ontem, um tweet feito pelo presidente do Banco Inter, João Vitor Menin, mostrava o contrato firmado com o São Paulo, que teve início em julho de 2017. O documento trazia algumas palavras riscadas, entre elas, a exigência de ter o “Banco Inter” no peito. Com a alteração, as faixas e o distintivo do clube devem subir para mais próximo da região do peito no uniforme principal. Como resposta, o perfil do Tricolor indagou o mandatário sobre atualizar estas cláusulas do vínculo. O que, de fato, ocorreu.

Com contrato até junho de 2020, o Banco Inter se destaca no futebol por ativar constantemente o patrocínio junto ao torcedor. O tema já chegou a ganhar destaque no MKTEsportivo pela total satisfação dos são-paulinos com as iniciativas da instituição, que envolve ações dentro e fora do Morumbi.

Como já citamos, desde o título mundial com as faixas no peito e o patrocínio na região do abdômen inúmeras manifestações pela volta do design no manto principal surgem nos canais digitais do São Paulo. Com a futura chegada da Adidas e a flexibilização contratual com o Banco Inter, o pedido poderá ser atendido.