Indústria

CEO deixa a Premier League após vinte anos

Richard Scudamore está na liga desde 1999 e foi fundamental na valorização dos direitos de transmissão da elite inglesa

8 jun, 2018

A Premier League anunciou que o seu presidente executivo, Richard Scudamore, deixará o cargo após quase 20 anos de futebol inglês.

O profissional foi contratado em novembro de 1999 e desempenhou um papel fundamental na condução do crescimento da liga não somente no Reino Unido, mas também no mundo. O anúncio ocorre um dia após a Amazon e a BT Sports adquirirem os dois pacotes de transmissão restantes para o triênio de 2019-2022. No caso da gigante do e-commerce, trata-se de um movimento pioneiro entre as principais ligas de futebol do mundo.

Quando assumiu, os direitos domésticos da Premier League haviam sido vendidos por £ 670 milhões. Agora, após quase duas décadas, o profissional deixa a liga tendo negociado todos os sete pacotes para o Reino Unido por £ 5.14 bilhões. Aos 58 anos de idade, o profissional embasa sua decisão no desejo de passar mais tempo com sua família e poder assistir aos jogos do seu clube do coração, o Bristol City.

“A Premier League está em grande forma e o futuro é brilhante, claro que ainda há muitas coisas para melhorar e desafios constantes, mas é isso que a torna tão estimulante”, disse Scudamore. “Os clubes fazem o maior show; os fãs, uma parte essencial desse show, são apaixonados tanto aqui quanto no mundo. Por ser tão atraente, o sucesso da liga continuará sob uma liderança nova e revigorada”, completou.

Por fim, o ainda CEO aproveitou para agradecer aos clubes e demais profissionais envolvidos em todo o processo de negociação durante esses anos. “Esses últimos 20 anos não teriam sido possíveis sem o contínuo apoio e incentivo dos clubes e os esforços incansáveis de meus colegas da Premier League, cujo profissionalismo e dedicação só são superados por sua decência e senso de diversão”.