Indústria

Fórmula 1 se une ao MIT e cria workshop “F1 Extreme Innovation Series”

Iniciativa terá como missão educar líderes empresariais sobre inovações gerenciais para o mundo dos negócios

24 jul, 2018

A Fórmula 1 e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) uniram forças para a criação do “F1 Extreme Innovation Series“. Trata-se de uma série de workshops que terão como missão educar líderes empresariais sobre inovações gerenciais para o mundo dos negócios.

Com apelo global, a categoria espera abrir as portas para que profissionais de diversos setores possam ouvir especialistas da F1 e do corpo docente da Sloan School, a Escola de Administração do MIT.

“O ritmo e a mudança no cenário dos negócios nunca foram tão competitivos e, para ganhar vantagem, é essencial que a inovação rápida seja peça fundamental para o núcleo de negócios. A Fórmula 1 não foi apenas um triunfo esportivo, mas também um modelo para o sucesso nos negócios. Junto aos especialistas em gerenciamento do MIT, temos a satisfação de compartilhar essas lições para que a próxima geração possa aprender como incorporar inovações do nível da F1 em seus negócios”, afirmou Sean Bratches, diretor comercial da Fórmula 1.

“Colaborar com a Fórmula 1 nesta série única de aprendizado é uma maneira nova e empolgante de educar líderes empresariais em todo o mundo. Estamos entusiasmados em trazer o corpo docente do MIT para ensinar nos circuitos da Fórmula 1 e, trabalhando com a categoria, esperamos oferecer lições em gerenciamento, inovação e tecnologia aplicáveis ​​a uma ampla variedade de setores”, destacou Ben Shields, professor sênior da Sloan School.

O pontapé inicial do evento será dado no dia 30 de agosto, às vésperas do GP da Itália. Pela demanda, a F1 já criou um segundo evento, que terá lugar dia 18 de outubro, dessa vez às vésperas do GP dos Estados Unidos.

O MIT é um dos mais prestigiados institutos do planeta e figura constantemente entre as melhores universidades do mundo. Até 2015, o MIT teve 85 alunos formados que ganharam o Prêmio Nobel.